• A A A

Aspectos práticos da adesão

A

O acto de tomar a dose correcta de cada medicamento à hora correcta, conforme prescrito, sem saltar nem atrasar uma dose. Grau em que um doente segue uma receita médica. A adesão também pode chamar-se "cumprimento".

adesão
ao tratamento significa tomar a dose correcta de cada medicamento na altura correcta, conforme receitado. Encontrar uma forma de o fazer dá-lhe a melhor hipótese de manter as células sanguíneas da

Ver Leucemia mielóide crónica.

LMC
sob controlo. 
Saltar doses por vezes pode permitir às células da

Ver Leucemia mielóide crónica.

LMC
multiplicarem-se e causar sintomas. Se tiver quaisquer problemas ao tomar a sua medicação ou sentir a necessidade de parar de tomar a sua medicação por algum motivo, deve contactar alguém da sua equipa de cuidados, como por exemplo o seu

Um médico que se especializa nas doenças do sangue, incluindo os cancros do sangue, como por exemplo a leucemia.

hematologista
ou

Um médico que se especializa no tratamento do cancro.

oncologista
ou um enfermeiro e converse com eles sobre isto. Poderão aconselhá-lo e apoiá-lo no sentido de tomar a sua medicação da melhor forma. Tomar o seu medicamento conforme o prescrito pelo seu

Um médico que se especializa nas doenças do sangue, incluindo os cancros do sangue, como por exemplo a leucemia.

hematologista
ou

Um médico que se especializa no tratamento do cancro.

oncologista
dá-lhe a melhor hipótese de manter a

Ver Leucemia mielóide crónica.

LMC
sob controlo e assintomática. 

Também pode precisar de abordar certos aspectos práticos de tomar a sua medicação. Por exemplo, o que deve fazer se:

  • Se esquecer de tomar uma dose: Se omitir uma dose, fale com o seu hematologista ou oncologista sobre o que fazer. Peça instruções e faça como o seu hematologista ou oncologista disserem. Podem dar-lhe instruções para tomar a próxima dose programada. Em geral, é provável que lhe digam para não tomar uma dose a dobrar para compensar a dose omitida. É fundamental retomar o seu regime posológico normal assim que possível.
  • Precisar de cirurgia: Se for necessária uma cirurgia, terá de conversar com o seu hematologista sobre o que fazer relativamente ao seu tratamento para a LMC. A sua equipa médica pode decidir interromper o seu tratamento temporariamente, consoante o procedimento planeado.
  • Lhe forem receitados outros medicamentos: Consulte o seu hematologista ou farmacêutico para ajudar a gerir os seus tratamentos. O tratamento para a LMC pode interagir com outros medicamentos. Eles saberão o que fazer.
  • Não conseguir manter nada no estômago (vómitos): Contacte imediatamente o seu hematologista ou oncologista. Os vómitos intensos precisam de auxílio médico.
  • Precisar de ser submetido a quimioterapia: Uma vez mais, o seu hematologista ou oncologista irão decidir se deve ou não continuar com a sua medicação para a LMC.
  • Tiver intolerância ao tratamento: Isto acontece quando tem eventos adversos graves e é um problema grave para o seu hematologista ou oncologista resolverem. Deve contactar alguém da sua equipa de cuidados assim que possível, para obter aconselhamento relativamente a parar ou não de tomar a sua medicação.  

Aviso de Farmacovigilância Este website não foi concebido e não deve ser utilizado para recolher nem prestar informações de segurança relacionadas com os produtos da Bristol-Myers Squibb. Para notificar um acontecimento adverso a um ou mais medicamentos da Bristol-Myers Squibb, por favor utilize um dos seguintes contactos: Telefone: (+351) 21 440 70 88 E-mail: portugal.medinfo@bms.com. A notificação de acontecimentos adversos pode também ser efetuada através do Portal RAM disponibilizado pelo INFARMED, IP.